Monthly Archives: December 2015

Minha participação no Movimento Clube da Esquina

Nem todos sabem a história do Clube da esquina, que começou no início dos ano 60, em Belo Horizonte (MG), quando jovens músicos começaram a se encontrar na cena musical da capital mineira. Eles produziam um som que fundia as inovações trazidas pela Bossa Nova a elementos do jazz, do rock’n’roll – principalmente The Beatles –, de música folclórica dos negros mineiros e alguns recursos de música erudita e música hispânica.

PORÕES DO CLUBE DA ESQUINA

Inicialmente representado por Milton Nascimento, Wagner Tiso, Fernando Brant, Márcio Borges, Nivaldo Ornelas, Toninho Horta e Paulo Braga, a turma mineira foi agregando uma constelação de instrumentistas e compositores. Ainda que juntos tenham apresentado uma nova perspectiva musical, o Clube da Esquina não foi visto pela mídia e pelos estudiosos como um movimento. Mas, sem sombra de dúvida, se constituiu apropriando-se de um alicerce oferecido por diversos movimentos musicais e culturais pregressos.

Em 1972, “Clube da Esquina”, assinado por Milton Nascimento e Lô Borges, tem participação dos amigos.

O Clube da Esquina 2, conta com a participação de antigos companheiros e novos convidados como eu, Chico Buarque, Nelson Angelo, Joyce, etc.

Assim eu começo a fazer parte desse movimento. E foi nesse momento que me dei conta que a música pra mim é tudo na minha vida, me trouxe os amigos, os amores, os bens materiais, e a felicidade de estar fazendo o que eu gosto.

Agora vejam essa história :D

Fonte: Museu Clube da Esquina

Música Refugiados

No último dia 10, lancei, em parceria com outros músicos mineiros, a canção em homenagem aos refugiados sírios estendida especialmente às vítimas da recente tragédia que ocorreu em Minas Gerais.

“Refugiados”, com música de Lô Borges e letra de Murilo Antunes, é interpretada no clipe por mim, Tavinho Moura, Toninho Horta e pela cantora paulista, radicada em MG, Patricia Maês.

Quem quiser conferir um pouco mais desse belo trabalho, é só assistir o vídeo abaixo:

Beatle Week chega a 4ª edição em BH

A partir de amanhã, BH se transformará em Liverpool, mais uma vez. Será a 4ª edição do BH Beatle Week.

O evento vai até o domingo (13) e tem o apoio oficial da direção do Cavern Club da cidade de Liverpool, na Inglaterra. Ao todo, 17 bandas covers locais, nacionais e duas do Chile prometem agitar a festa.

E amanhã mesmo eu subirei ao palco com a atração “Minas e os Beatles II”, com Cláudio Venturini, Fernanda Takai, Tavito, Telo Borges, Aggeu Marques e a banda Fio da Navalha, a partir de 21h. No Grande Teatro, no Cine Theatro Brasil.

Beatles

O Circuito será menor que no ano passado por alguns motivos, entre eles está a edição especial que está sendo planejada para 2016. “No ano que vem, o BH Beatle Week será em agosto porque vamos receber a equipe olímpica inglesa. Queremos guardar um pouco da ‘munição’ para 2016”, afirma Aggeu Marques, idealizador, cantor e médico.

Um dos destaques desta edição é o lançamento do livro “Do Rio a Abbey Road’, da carioca Elizabeth Villas Boas Bravo, conhecida como Lizzie Bravo, na quinta-feira e sexta-feira (11), no Hall do Grande Teatro do Cine Theatro Brasil, às 20h.

Ela teve a honra de gravar com os Beatles em 1967, quando tinha 15 anos de idade. Junto com uma amiga, Lizzie gravou o backing vocal da canção” Across the Universe”. No livro, Lizzie relata alguns momentos que viveu ao lado dos Beatles, além de mostrar fotos que tirou na época.

Já entre os artistas que irão se apresentar, estarão também a banda Nowhereband, do Chile, e Eduardo Gallo & Lennon’s Band, de Minas. A banda Hocus Pocus, cover dos Beatles, também será uma das atrações.

Os ingressos para todos os shows estão à venda pelo site compreingressos.com, pelo telefone (31) 2626-1251 ou nas bilheterias do Cine Theatro Brasil Vallourec, na avenida Amazonas, 315.